Vlog! Passeio nas piscinas naturais da Barra Grande e mergulho nas Galés

E meu segundo vídeo estilo vlog está finalmente no ar! Ainda estou pegando o jeito, então ignorem possíveis falhas e gaguejamentos, tá? Hehehe. Como dito no post sobre as Piscinas naturais de Barra Grande e Galés, gravei algumas imagens durante esses passeios incríveis que fiz em Maragogi/Alagoas para vocês verem um pouquinho da imensidão da natureza e de como foi maravilhoso.

Aperta o play para assistir a minha cara deslumbrada durante o mergulho nas Galés:

Não disse que eu fiquei simplesmente enlouquecida? <3
Se gostou, não esqueça de clicar no jóinha para ajudar a promover meu trabalho!
E se quiser ver todos os meus futuros vídeos em primeira mão, se inscreva no canal.

Posted by

Piscinas naturais de Barra Grande e Galés

Como é possível ter voltado de Maragogi no domingo e já na terça estar morrendo de saudades? Passei 7 dias na vila de pescadores localizada na pontinha de Alagoas, quase divisa com o Pernambuco, e ao selecionar as fotos deste post eu não sabia nem o que falar, só sentir. Que lugar incrível. Eu nunca tinha viajado até o nordeste e foi uma experiência inacreditável. Para tentar mostrar aqui um pouquinho de como foi, fiz algumas fotos/vídeos bem bacanas. E a maratona de posts já começa com dois dos passeios de lá que mais me encantaram: a visita à piscina natural de Barra Grande e o mergulho na piscina natural das Galés.

Chegamos no Salinas do Maragogi no domingo à noite e decidimos passar a segunda-feira descansando. O resort é maravilhoso e vai ter um post especial no blog. Entramos no mar, ficamos na piscina, conhecemos os restaurantes e começamos a procurar opções de passeios para as piscinas naturais, que são o cartão postal de Maragogi. Ficamos sabendo que tinham duas opções: Barra Grande e Galés. Um cara da náutica nos explicou que a primeira tinha menor extensão, era mais rasa e não suportava tantas pessoas quanto as famosas Galés, mais conhecidas, maiores, mais fundas e, importante!, ótimas para mergulhar. Ficamos com muitas dúvidas e tomamos uma decisão libriana típica: decidimos ir nos dois!

Barra Grande

Por volta de 6h na terça-feira pegamos o catamarã para as piscinas naturais da Barra Grande. O percurso até lá durou cerca de meia hora. No caminho, o guia fala um pouco sobre segurança e preservação ambiental e quando paramos, a mudança de ambiente foi notável e gritante. Não dá pra dizer que estamos no meio do mar. A água é super calma, extremamente cristalina e é possível ver a faixa escura de corais com facilidade.

DSC01211

DSC01216

DSC01344

Mas, de longe, o que mais me encantou foi ver de perto como existe vida embaixo d’água. Com a ajuda de um snorkel, conseguimos dar mergulhos superficiais e o que vemos é emocionante. Aumentou e muito a minha vontade de mergulhar no fundo das piscinas naturais das Galés no dia seguinte!

DSC01311

DSC01243

DSC01319

Galés

E quarta-feira foi o dia de mergulhar nas Galés! 30 minutinhos pra chegar também. Me surpreendi muito com a quantidade de peixinhos presentes no local e não consigo nem por em palavras o que senti no coração ao mergulhar 4 metros na piscina natural. Eu nunca tinha feito algo assim (nem nadar eu sei) e garanto que foi uma das experiências mais maravilhosas e inesquecíveis de toda a minha vida. É tudo lindo demais!!!

DSC01534

DSC01541

DSC01459

Primeiro o mergulhador faz um teste rapidinho para ver se conseguimos utilizar o equipamento. Muita gente não consegue e eu entendo perfeitamente porquê. Respirar pela boca dá uma agonia que muito facilmente pode se tornar desespero. Eu passei, porém confesso que tive que me controlar pra respirar o mais profundamente que conseguia e me concentrar em ficar calma durante todo o circuito de 20 minutos. Mas valeu a pena cada segundinho! Além de dar de cara com vários tipos de peixes diferentes, chegamos bem perto dos corais, vemos cardumes inteiros e o serviço de fotógrafo lá embaixo ainda está incluso no preço

DSC01500

DSC01724

DSC01727

Diferenças entre Barra Grande e Galés

Se eu pudesse voltar no tempo, teria ido só nas Galés. Óbvio que a Barra Grande também era linda, mas por ser menor não tinha tanta variedade de peixinhos. Eu fiquei mais confortável lá pela profundidade pois tenho míseros 1,54m, então nas Galés eu meio que ficava o tempo todo na ponta dos pés e em algumas horas nem dava pra encostar no chão. Mas para mergulhar as Galés são melhores, já que dá pra descer até 4 metros. Na hora do preço, é a mesma coisa: R$ 75 por pessoa cada passeio e R$ 100 o mergulho com 25 fotos.

Ué, o post não teria vídeos??? Siiim, mas como ele ficou grande com as fotos, decidi fazer um outro só com o vlog destes dias! Vai entrar no ar amanhã e espero que gostem ;)
Posted by

Carrick-a-Rede Rope Bridge

Todo mundo sabe que a Irlanda é uma ilha, mas o que muitos não sabem é que ela divide essa ilha com outro país, um do Reino Unido! A pouco menos de 2h00 de distância de Dublin fica a Irlanda do Norte, que de algum tempo pra cá ganhou atenção e fama por ser o cenário da série de sucesso ‘Game of Thrones’. Durante meu intercâmbio fui com um day tour da GM Trip visitar vários pontos turísticos famosos de lá: a Carrick-a-Rede Rope Bridge, a Giant’s Causeway, o museu do Titanic e, finalmente, a cidade de Belfast.

Depois de pegar o ônibus na frente do Tesco da Parnell Street às 7h, confesso que dormi praticamente o caminho todo e só acordei quando o guia explicou que tínhamos chegado na Irlanda do Norte. Nossa primeira parada seria na Rope Bridge, uma importante ponte conhecida por ligar o país à minúscula ilha de Carrick, que já foi um dos principais pontos de pesca de Salmão de lá. Por volta de 10 anos atrás, a ponte foi reformada e tornada mais segura do que era antigamente, ela fica a 30 metros acima do mar e tem 20 de extensão.

IMG_8468

IMG_8494

IMG_8481

Uma das vantagens de ir até um lugar desses com um day tour é que o valor da entrada que alí custava 5,60 pounds saiu por 5 euros. O guia já recebe o dinheiro dentro do ônibus e nos entrega um ticket para entrarmos. Sei que é pouca diferença, mas já é algo bom, né? Depois que somos deixados no estacionamento, temos que andar por volta de 20 minutos até a ponte. Já aviso que a caminhada, mesmo não sendo longa, é cansativa por ser bem íngreme. Ai meus pés! Eu fui de bota e me arrependi, nunca façam isso. #dica

IMG_8507

IMG_8511

IMG_8519

IMG_8523

Que medo!!! Quando eu vi a ponte de longe e peguei a fila para passar, lembro que fiquei decepcionada pois achei pequena. Quem dera, viu? Quando você começa a pisar naquelas tábuas e vê o quanto está alto, parece que é uma eternidade. Parei pra tirar essa última foto (rindo muito de tanto nervoso) e tomei um bronca já que não pode ficar sozinho lá no meio. Quando eu desci do outro lado tremendo horrores, já comecei a me preparar psicologicamente para a volta. Estando na ilha, não tem muito o que fazer… muita gente tira foto e só fica lá sentado um pouquinho olhando para aquele oceano azul (ou seria verde?) lindo.

IMG_8565

IMG_8543

IMG_8560

E para dividir um pouquinho com vocês como é estar lá e como foi voltar pela ponte, nada melhor que um vídeo, né? Ignorem meus tremeliques and enjoy ;)

Depois deste passeio, voltamos ao ônibus e partimos para a Giant’s Causeway, um dos lugares mais lindos e incríveis que eu já tive o prazer de estar. Aguardem que o post sobre isso já está sendo preparado!

ROPE BRIDGE
Telefone: (44) 28 2076 9839
Endereço completo: 119a Whitepark Rd, Ballintoy, County Antrim BT54 6LS, Reino Unido

Posted by

Eddie Rockets (Dublin)

Um dos lugares de Dublin que me deu uma vontade louca de ir desde que passei pela primeira vez na frente foi a hamburgueria Eddie Rockets. É que ela me lembrou o The Fifties, um restaurante que adoro muito e também tem essa pegada retrô incrível! Arrisco dizer que a decoração é o que mais chama atenção no lugar, mas o cardápio também não fica atrás, viu? Tudo é simplesmente uma delícia…

01

Assim que você se senta em uma das mesinhas fofas do local já dá de cara com um mini juke-box. Sim, a trilha sonora especial também é um dos maiores destaques do restaurante! Enquanto eu estava lá, pude ouvir Beatles, Johnny Cash, Abba… foi super legal. E essa escolha das músicas parte das próprias mesas. Por 20 cents você seleciona entre as muitas opções nas pastinhas o que deseja escutar. Neste dia eu estava inspirada e escolhi duas: “Girls Just Wanna Have Fun” (Cindy Lauper) e “What’s New Pussycat?” (Tom Jones).

05

Agora vamos para a parte mais importante: a comida! Fui ao Eddie Rockets meio que de supetão na minha última semana em Dublin. Eu não estava mais indo para a escola, então aproveitei esses dias para conhecer todos os lugares que eu tinha vontade. Como não possuía nenhuma indicação do local, dei uma olhadinha rápida no cardápio e pedi o que fiquei com mais vontade de comer. Acabei sendo meio gulosa, quase não aguentei terminar tudo. Mas achei tão gostoso que deveria ter voltado lá mais algumas vezes. #arrependimentos

02

De entrada, ao invés das tradicionais batatas fritas comuns, pedi essa batatinha diferente cortada em cubinhos. Ela é mais apimentada e eu gostei muito! Veio com um molho encorpado de mostarda + especiarias.

03

Como prato principal, escolhi essa salada magnífica que vinha frango e tudo mais o que tinha direito. Ela é super bem servida e completa. Perfeita! Veio com milho, tomates cereja, azeitona preta, alface picadinho e muitos pedaços de frango grelhado cortado em tiras. O molho era de mostarda e mel.

PS. Só de pensar nela estou salivando, estava bem deliciosa MESMO.

04

E de sobremesa milkshake de bolacha oreo! MUITO AMOR. Serviu dois copos e estava simplesmente maravilhoso. Bem consistente e com um gosto forte da bolacha. Aiaiai, quero um desses agora… como faz?

imggg imggg

Simplesmente ameiii esse restaurante, gente. Queria muito ter experimentado também algum hambúrguer, mas não tive tempo de voltar lá. Para quem está em Dublin, não deixe de ir, por favor!!! O valor não foi tão agradável, essa refeição custou 17,90 euros, um pouco mais caro do que um pedido semelhante a esse aqui no Brasil e BEM mais caro do que fazer compras no Lidl, mas vale demais a pena experimentar.

EDDIE ROCKETS
Telefone: (353) 1 872 2374
Endereço completo: 52 Lower O’Connell Street, Dublin 2, Irlanda
Para mais informações, visite o site oficial.

Posted by

Respondendo a tag “Harry Potter”

Quem me conhece sabe o quanto sou viciada na série Harry Potter e foi por isso que quando eu vi algumas blogueiras/youtubers respondendo essa TAG especial já fiquei super animada para gravar! Perdoem os errinhos de edição e qualquer possível besteira que eu disse. Sou super auto-crítica e JURO que sempre que assisto meus vídeos, fico com vontade de jogar tudo fora, hahaha… Mas aos poucos tô pegando o jeito ;)

Obs: Tentem assistir com a qualidade máxima de 480p! Gravei pelo celular, então infelizmente é o melhor que consegui. Da próxima vez tento com a câmera…

Perguntas respondidas

1- Qual é o seu livro favorito?
2- Qual é o seu filme favorito?
3- Qual foi o livro que menos gostou?
4- Quais as partes do livro/filme que te fizeram chorar?
5- Se você pudesse se encontrar com algum dos personagens de Harry Potter quem seria?
6- Qual é o seu personagem favorito?
7- O que seria o seu Patrono?
8- Se você pudesse ter a Pedra da Ressurreição, a Capa da Inviabilidade ou a Varinha das Varinhas qual você escolheria?
9- Em qual casa você ficaria?
10- Se você pudesse se encontrar com qualquer ator, qual você encontraria?
11- Já jogou algum dos video-games?
12- Se você jogasse no time de Quadribol em qual posição você jogaria?
13- Você ficou feliz com o final?
14- Quanto Harry Potter significa para você?

“After all this time?”
“Always”

Posted by